Policiais filiados ao SINDPOC serão beneficiados com descontos promocionais em cursos de graduação, pós-graduação e profissionalizantes

A parceria vai contemplar também os filhos e cônjuges dos sindicalizados da capital baiana, região metropolitana e interior baiano

Através de parceria firmada com o SINDPOC , a UNINASSAU irá oferecer  descontos de 10% a 40% em cursos de graduação, pós-graduação e profissionalizantes  aos policiais civis que são associados ao sindicato,filhos e cônjuges. Entre as pós-graduações oferecidas pela instituição, destacam-se : direito Ambiental, Civil, Consumidor,  Administrativo, Constitucional, Tributário Trabalhista e a especialização em Ciências Criminais.  

A reitora da UNINASSAU, Cecília Emília Queiroz, destaca que esse é um momento de extrema importância que reafirma o compromisso da instituição como “agente de transformação da sociedade”. A reitora pontua que a  UNINASSAU  é uma instituição de Ensino, Pesquisa e Extensão que desenvolve e transforma a vida de várias pessoas através do conhecimento nas áreas de Humanas, Exatas e Saúde. “Além de estarmos com a nota 5, nota máxima do MEC, a exemplo do curso de Direito, nós temos um compromisso, principalmente, com a sociedade.  O  SINDPOC é um sindicato que representa uma categoria forte de extrema importância à   população. Essa parceria reafirma nossa defesa de uma educação social, uma educação transformadora que tenha como foco a sociedade civil! Poder ajudar na qualificação acadêmica e técnica dos associados ao SINDPOC, dos filhos e cônjuges é um motivo de orgulho e satisfação para nós!”, comemora a reitora da UNINASSAU Cecília Queiroz.

O investigador Reonei Menezes, filiado ao SINDPOC, lotado na DELTUR de Salvador, articulou a reunião que resultou na parceria com a UNINASSAU. “É fundamental investirmos na qualificação intelectual e acadêmica dos policiais civis e familiares. Vamos ser contemplados com muitos cursos de graduação, pós-graduação e técnicos, além dos eventos e ações que serão desenvolvidos pela UNINASSAU”,  ressalta o investigador. O encontro contou com as presenças da Vice-Presidente do SINDPOC, Ana Carla Conceição, da diretora Luciene Rodrigues e do sindicalizado Reonei Menezes

Para maiores informações: 

(71) 3505-4500
https://www.uninassau.edu.br/tags/pituba

Reportagem da Record Bahia destaca o trabalho de investigação criminal realizado pelos investigadores do GERRC

Confiram no Programa Balanço Geral, do apresentador José Eduardo, e na programação da emissora

Acompanhem, nesta sexta-feira( 28), a partir das 12hs, reportagem articulada pela assessoria do SINDPOC que será exibida no programa “Balanço Geral”, da Rede Record Bahia, líder em audiência no Estado, sobre o trabalho de investigação criminal  desenvolvido pelos policiais civis do Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (GERRC). 

Com o objetivo de realizar um trabalho de valorização dos servidores da Polícia Civil, o protagonismo da matéria será dos investigadores que labutam todos os dias em defesa da sociedade civil. Cerca de 20 a 25 aparelhos celulares são recuperados e entregues às vítimas por mês na capital baiana e diversos assaltantes já foram presos por mandados ou em  flagrantes devido à qualidade da investigação que é realizada pelos servidores do GERRC. Sintonizem na Rede Record Bahia e confiram a reportagem !

SINDPOC Itinerante visita unidades de Plataforma e Periperi

O sindicato irá encaminhar um relatório técnico à SSP-BA e ao Delegado Geral

Através do SINDPOC Itinerante, diretores do sindicato visitaram a 29ª Delegacia Territorial de Plataforma e a 5 ° Delegacia Territorial de Periperi, localizadas na capital baiana, nesta quarta-feira(26).  Na oportunidade, a diretoria  realizou um  levantamento das demandas, dúvidas e propostas dos servidores que serão encaminhadas ao Delegado-Geral, Bernadino Brito,  e à Secretaria de Segurança Pública do Estado.

A Vice-Presidente do SINDPOC, Ana Carla Conceição, salienta que a diretoria vai continuar com as visitas às unidades de Salvador, Região Metropolitana e do interior baiano. “Apesar de algumas dificuldades estruturais e do baixo efetivo policial que constatamos, os servidores desempenham um trabalho de investigação criminal de excelência, com empenho e dedicação. Mesmo com a quantidade elevada de demandas, os policiais se dedicam ao desenvolvimento das suas funções”, frisa a dirigente sindical. O SINDPOC Itinerante contou com as presenças dos diretores Érico Araújo, Luciene Rodrigues e Ana Carla Conceição.

Devido ao trabalho de investigação, policiais do GERRC identificam a autoria dos assaltantes a coletivos de Salvador e recuperam aparelhos celulares das vítimas

Os investigadores utilizam métodos e ferramentas tecnológicas para elucidar os roubos que ocorrem nos ônibus da capital baiana

Através de um trabalho de investigação criminal especializado, policiais civis do Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (GERRC), identificam a autoria dos assaltos que ocorrem nos ônibus da capital baiana e conseguem  recuperar os aparelhos celulares que são roubados durante os assaltos aos coletivos. O investigador do GERRC Paulo Braga, que possui 19 anos de Polícia Civil,  destaca que os policiais utilizam fontes  de pesquisa e ferramentas tecnológicas que ajudam no processo de elucidação dos crimes que acontecem nos coletivos. ” É um trabalho que não é feito de forma isolada, começa com o registro da ocorrência na delegacia e envolve  a equipe do plantão,  a equipe do Setor de Investigação e a equipe cartorária. Envolve todo engrenagem do GERRC. Através das imagens gravadas pelas câmeras de segurança, do levantamento feito  dos locais que possuem maior incidência de roubos e  alguns métodos tecnológicos conseguimos rastrear os aparelhos celulares  e identificar a autoria dos assaltantes. O celular tem um serial de identificação que nos ajuda a localizar os aparelhos que depois são entregues às vítimas dos assaltos a coletivos,  explica o investigador Paulo Braga, Bacharel em Direito e especialista em Investigação criminal pela UNIFACS. 

O investigador salienta que existe uma redução gradativa dos assaltos a coletivos em Salvador de 8 para 5 por dia  devido ao trabalho feito pela equipe do GERRC que já efetuou diversos mandados de prisão e prisões também em flagrantes. ” Na gestão do delegado  Glauber Uchiyama tiramos vários assaltantes de circulação! O maior êxito da investigação do GERRC é com a recuperação dos aparelhos celulares e com os mandados de prisão dos assaltantes aos coletivos”, salienta, ao destacar a importância do Disque Denúncia o qual ajuda a identificar a materialidade dos crimes, inclusive, diversos bandidos  foragidos em outros Estados foram capturados através das denúncias feitas pelos cidadãos no número: 3117-6637

A estudante de enfermagem da Universo, Mileide Barbosa, 26 anos, foi  vítima de um assalto na Avenida Luís Eduardo Magalhães, em fevereiro deste ano, e, após três meses de investigação,  teve o aparelho celular recuperado e entregue pelos policiais do GERC. A universitária protocolou um elogio ao trabalho desenvolvido pelos policiais na Ouvidoria da Polícia Civil. “Geralmente, quando nós temos os celulares roubados nos ônibus, ficamos sem esperança de recuperar o nosso aparelho!Eles me acompanharam durante os três meses, sempre mantendo contato comigo e o protocolo do elogio foi apenas uma forma de agradecer e reconhecer o trabalho e o empenho dos policiais do GERRC. O grupo,realmente, funciona!  A sociedade precisa tomar conhecimento desse trabalho que é desenvolvido. É muito bom saber que podemos contar com os servidores do GERRC”, ressalta a estudante Mileide Barbosa.