Em reunião com o jurídico do SINDPOC, Diego Messias discute emissão de laudos, usurpação e assédio moral*

Com o objetivo de abordar demandas dos peritos técnicos baianos, principalmente, ações que envolvem emissão de laudos, usurpação e assédio moral, o Vice-Presidente do SINDPOC, […]

Com o objetivo de abordar demandas dos peritos técnicos baianos, principalmente, ações que envolvem emissão de laudos, usurpação e assédio moral, o Vice-Presidente do SINDPOC, Diego Messias, se reuniu na manhã desta segunda-feira(06), com o advogado Flávio Culmming, que presta serviço de consultoria jurídica ao sindicato.

Para o perito técnico e Vice-Presidente do SINDPOC, Diego Messias, o Departamento de Polícia Técnica (DPT) tenta impedir a utilização do termo “laudo” nos trabalhos de papiloscopia desenvolvidos por peritos técnicos. “Geralmente pedem para que os peritos coloquem o termo parecer técnico ou informação técnica ao invés de laudo. Além disso, existe no DPT peritos criminais desenvolvendo trabalhos de papiloscopia, uma atividade privativa dos peritos técnicos”, denuncia o sindicalista, ao pontuar que a parceria visa também realizar ações que previnam a ocorrência de casos de assédio moral no DPT. ASCOM SINDPOC