Search
domingo 18 novembro 2018
  • :
  • :

Eleições: SINDPOC cumpre determinação do Tribunal de Justiça

Durante  audiência de conciliação realizada pelo SINDPOC  e as demais chapas concorrentes,na manhã desta quarta-feira  (31), o sindicato se posicionou pelo cumprimento da determinação do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) o qual deu parecer favorável a atual diretoria quando legitimou todos os atos praticados pelo Presidente Marcos  Maurício e o Presidente em exercício, Eustácio Lopes.


Na ocasião, o Movimento Unificado solicitou a homologação da chapa para disputar o pleito eleitoral que irá eleger a nova diretoria. ” A chapa não apresentou a quantidade mínima de candidatos legalizados exigida pelo Estatuto da entidade. Quem irá homologar, ou não a chapa,será a junta que foi eleita  durante a  Assembleia Extraordinária,realizada em 10 de outubro, na sede da
Associação dos Funcionários Públicos da Bahia,presidida por Marcos Maurício.

O sindicalista afirma que a Ação movida pela chapa opositora, liderada por Carlos Lima, foi inoportuna e eleitoreira. “Uma tentativa de golpe para ganhar as eleições típica das artimanhas utilizadas pelo PT e pela CUT. Ambas as chapas são ligadas ao Governo do Estado, à CUT, ao PT e ao PSOL “, frisa Maurício.

O Tribunal de Justiça da Bahia anulou a assembleia que foi convocada pelo 2 ° Vice-Presidente da entidade, Laércio Reis. O TJ-BA entendeu que os argumentos apresentados pelo requerente da Ação,Carlos Lima, não possuíam procedência jurídica e não condizem com o normativo instituído pelo estatuto do sindicato. Todos os atos praticados pelo 2° Vice-Presidente foram anulados, inclusive, a junta eleitoral. As eleições serão realizadas em 8 de outubro,das 8hs às 17hs, na capital baiana e nas sedes das Coordenarias Regionais.

ASCOM SINDPOC




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress