Search
domingo 18 novembro 2018
  • :
  • :

Após denúncia do SINDPOC, Governo do Estado inicia reforma da unidade de Camacan

cama2

O SINDPOC denunciou, no mês de maio deste ano, que a  delegacia de Camacan, localizada no Sul da Bahia, corria risco de desabamento e apresentava ambiente insalubre à realização do trabalho policial. O sindicato paralisou as atividades, por tempo indeterminado, e solicitou ao Ministério Público Estadual a interdição, em caráter de urgência, da delegacia. Após a denúncia do SINDPOC, o Governo do Estado aprovou a reforma da unidade e a obra encontra-se em fase final de conclusão.

” Nós noticiamos na imprensa de todo o Estado o quadro de abandono da delegacia de Camacan. Em seguida, a gestão estadual autorizou a reforma “, destaca o Presidente do SINDPOC em exercício, Eustácio Lopes.

Os servidores que são lotados em Camacan comemoram a notícia de que em breve poderão trabalhar em um ambiente mais seguro. ” Agora vamos prestar nosso serviço à sociedade em um local mais arejado, sem morfo e sem risco de desabamento. Antigamente, nós ficávamos, também, sujeitos à probabilidade de incêndio devido aos problemas de eletricidade. Os policiais merecem trabalhar em um espaço que promova o respeito à dignidade humana”, declaram os servidores da unidade.

Entenda o caso: 

Devido ao risco de desabamento, delegacia paralisa as atividades por tempo indeterminado

O atendimento à população foi suspenso e os servidores  aguardam uma posição da SSP-BA

A Delegacia de Camacan, localizada no Sul da Bahia, pertencente à 6°COORPIN de Itabuna, paralisou as atividades por tempo indeterminado devido ao risco de desabamento da unidade. De acordo com o laudo apresentado pelo Departamento de Polícia Técnica  (DPT), a parede e a sala da delegacia podem desabar a qualquer momento. A única viatura da unidade  apresenta diversos  problemas técnicos e está há uma semana sem poder ser utilizada pelos  servidores para realização do  trabalho de investigação criminal.

O SINDPOC solicitou ao Ministério Público Estadual a interdição da delegacia de Camacan. Para o Presidente do SINDPOC, Eustácio Lopes, todas as delegacias da Bahia estão com problemas hidráulicos, elétricos e precisam passar por reformas em caráter de urgência. “ Os policiais vão ficar esperando a SSP providenciar uma nova sede para que possam trabalhar  até a reforma do imóvel ser concretizada. Esse descaso reflete a baixa elucidação dos crimes e os altos índices de homicídios “, frisa Lopes.

ASCOM SINDPOC




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress