Search
quinta-feira 16 agosto 2018
  • :
  • :

SINDPOC denuncia situação de abandono das delegacias do interior e da capital baiana

del interior6
A 1° Delegacia Territorial de Alagoinhas é mais um exemplo do abandono das unidades policiais do Estado da Bahia. Carros abandonados que estão sendo utilizados como depósito de mosquitos que geram diversas doenças como dengue, chicungunha, mato alto, problemas hidráulicos, elétricos e ambiente insalubre para o trabalho.


Essa  falta de investimento por parte da Secretaria de Segurança Pública e do Governo do Estado nas unidades policiais, não se restringe ao interior baiano. Em Salvador, o Complexo Policial dos Barris, a POLINTER, apresenta diversos problemas estruturais, reflexos da falta de assistência dos órgãos públicos.

” A delegacia precisa fazer uma reforma no telhado em questão de urgência. Quando chove, alaga toda unidade, molha os processos e deterioram os móveis. Infelizmente, esse é o retrato da Segurança Pública da Bahia que está abandonada. A Bahia é o Estado mais violento do Brasil. Campeã consecutiva da quantidade de mortes violentas, intencionais, em números absolutos”, denuncia o Presidente do SINDPOC, Eustácio Lopes.

O SINDPOC protocolou junto ao  Ministério Público Estadual um pedido de intervenção da delegacia de Alagoinhas, Feira de Santana e do Complexo dos barris.

ASCOM SINDPOC




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress