subscribe img
Endereço:

80 Ladeira dos Barris,
Salvador, Bahia

Telefones:

Em apoio à Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Sergipe (Adepol/SE), o Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia (SINDPOC-BA) esteve presente em ato simbólico na cidade de Umbaúba, em Sergipe, para homenagear os policiais civis Fábio Alessandro Pereira Lopes e Marcos Luís Morais, ambos assassinados enquanto cumpriam suas funções. 

No ato, ocorrido na quinta-feira (25), no Posto São João, às margens da BR-101, estiveram presentes o presidente do sindicato, Eustácio Lopes, e os diretores Paulo Henrique dos Santos, João Wanderlei, Joseval Costa, José Edson Gouveia, Luiz Arthur Teixeira, Edson Lima, Alfrenito Moreira Bispo e o presidente da Adepol, Adriano Bandeira.

A homenagem contou com o apoio de delegados, escrivães, investigadores, deputados estaduais e o prefeito da cidade, Humberto Maravilha. Comentando sobre a homenagem, o diretor do SINDPOC, Joseval Costa, comentou sobre o momento em que o filho de um dos policiais, que também estava no local, leu uma carta feita pela avó, mãe de uma das vítimas. "Foi muito emocionante, ela falou da importância do serviço da polícia, sobre a questão da falta de atenção do Estado em ajudar os policiais, a insegurança e o sentimento dela de perder o filho de forma tão brutal", contou.

O dirigente sindical também ressaltou a criação de um outdoor com as fotos dos investigadores e a fala do prefeito do município. "Outro ponto importante foi a fala do prefeito, ele falou sobre a questão da dificuldade do Estado em assumir a responsabilidade de enfrentamento à criminalidade, modernização da polícia, falou que o município busca ajudar dentro do possível, mesmo não sendo obrigação".

A importância da junção das entidades sindicais também impressionou Joseval, que se disse emocionado com a representatividade "Eu saí muito emocionado. Esse momento com todas as entidades foi importante porque demonstra que eles estão no caminho certo e que a polícia é uma só. Não foi um ato sindical ou um ato político, mas, sim, um ato de solidariedade de todos os companheiros e de nós da Bahia, que estivemos lá", concluiu.
 

COMPARTILHAMENTO: