Notice: get_all_category_ids está obsoleto desde a versão 4.0.0! Use get_terms() em seu lugar. in /home/sindpocorg/public_html/wp-includes/functions.php on line 4435

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 273

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 284

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 284

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 301

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 301

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 308

Sindpoc promove copa da integração em outubro e novembro

O objetivo da atividade consiste em integrar as carreiras da Polícia Civil baiana

O Sindpoc e a Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb) irão realizar a Copa “Investigador Raimundo Ribeiro” para promover a integração da Polícia Civil baiana. A competição ocorrerá entre 5 de outubro e 30 de novembro, no campo cedido pela Associação dos Funcionários Públicos (AFPEB), de Lauro de Freitas. Em breve, serão divulgados detalhes para realização das inscrições!


Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 273

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 284

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 284

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 301

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 301

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 308

O irmão do investigador Agrialmado, “Adeilton Santos de Souza”, precisa de doação de sangue, a taxa de hemoglobina está em 6,4, considerada muito baixa.

Os companheiros que puderem fazer doação, pode ser qualquer tipo, façam nos pontos de coleta do Hemoba e identifiquem que é para Adeilton Santos de Souza, da Hemodiálise do Hospital Geral Roberto Santos.


Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 273

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 284

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 284

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 301

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 301

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 308

Banco de Talentos: investigadora recebe título de cidadã do município de Santa Maria da Vitória

Natural de Pernambuco, servidora realiza projeto social que consiste em aproximar a sociedade da Polícia Civil

Nossa homenageada do quadro Banco de Talentos, desta quarta-feira(18), é a investigadora Renatha Karen Moura, lotada na Coordenadoria Regional de Santa Maria da Vitória, 26° COORPIN, graduada em Administração e pós-graduada em “Planejamento Estratégico”, “Gestão de Qualidade” e em “Metodologia do Ensino Superior”. Se destacou na região devido ao trabalho social que realiza através do projeto “Polícia Civil Perto de Você”. A servidora foi a primeira investigadora a receber o título de cidadã de Santa Maria da Vitória, em 29 de agosto deste ano.

O projeto foi iniciado em 2017 e tem como principal objetivo aproximar a sociedade da Polícia Civil. A iniciativa leva investigadores, escrivães e delegados às escolas da região onde explicam aos alunos, professores, pais e funcionários a estrutura organizacional da Polícia Civil, as atribuições e diferenças entre as carreiras e a importância do trabalho desenvolvido pelos policiais civis em defesa da cidadania e da paz social.

“As pessoas iam procurar a gente na delegacia pedindo informação direcionando à PM. Então, a gente percebeu que as pessoas não entendem o funcionamento da Polícia Civil, as atribuições das carreiras e resolvemos realizar esse trabalho para esclarecer e tirar as dúvidas sobre o nosso cotidiano e a importância que nós exercemos em prol da sociedade. A valorização dos policiais civis e a respectiva aproximação com as esferas da sociedade”, pontua, ao ressaltar que o projeto não se restringe às áreas urbanas, beneficia também as zonas rurais, e já contemplou cerca de cinco mil pessoas entre alunos, professores e funcionários das instituições escolares.

Além do trabalho de valorização dos policiais civis, a equipe do projeto aborda assuntos ligados ao cotidiano dos jovens e adolescentes como racismo, violência doméstica e sexual, entre outras temáticas. Devido à repercussão que alcançou, o projeto começou a ser realizado em empresas e igrejas. “Nós estamos levando a identidade da Polícia Civil! Hoje a Polícia Civil está mais próxima da sociedade”, comemora a servidora, ao salientar que existe o desejo no grupo de criar uma rádio para expandir o trabalho
de valorização da categoria.

“A Polícia Civil tem muitas carências, mas quando a gente chega com vontade de trabalhar, tem muita coisa para fazer! É só a gente querer! Procuro fazer as coisas com afinco porque da mesma forma que eu represento a Polícia Civil, a Polícia Civil também me representa! Se eu quero uma polícia de qualidade, eu preciso também fazer um trabalho de qualidade”, frisa a investigadora.

Nosso Talento da semana brinca ao dizer que é ” linda, loira e solteira”, mãe de um menino de 8 anos, e tem como principais hobbies correr, nadar e curtir momentos com o filho.

Ascom Sindpoc


Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 273

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 284

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 284

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 301

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 301

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 308

Com depressão e sem receber salário, servidor ameaça cometer suicídio

O escrivão encontra-se em quadro grave de depressão e está sem recursos para comprar os remédios que utiliza no tratamento antidepressivo.

O escrivão Adilson Carlos Muniz da Silva, lotado na Delegacia Territorial de Andorinha, denuncia que está há 16 dias sem receber o salário. Ele afirma que já entrou em contato com o RH da Polícia Civil e o setor de Recursos Humanos garantiu que o salário do servidor seria depositado em 13 de setembro. A promessa não foi cumprida e o escrivão continua sem recursos para garantir a sobrevivência e comprar os medicamentos que utiliza no tratamento da depressão, ansiedade e síndrome do pânico, além da alimentação, conta de água, luz, pensão alimentícia e demais despesas familiares.

O escrivão foi diagnosticado com depressão e está afastado das atividades laborais por 120 dias, mediante atestado médico emitido por psiquiatra do Centro de Assistência Psicossocial (CAPS) do Governo do Estado. O Servidor afirma que procurou diversas vezes o Departamento Médico da Polícia Civil (Demep) mas, até o momento, não obteve nenhum retorno. “Não tenho dinheiro nem para comprar meus remédios de depressão! Não posso ficar sem meus remédios! Estou muito nervoso e tendo pensamentos suicidas. Preciso receber o meu salário o mais rápido possível para poder dar continuidade ao meu tratamento”, lamenta o escrivão.

O servidor salienta que o quadro psicológico que enfrenta, atualmente, é resultado de diversos assédios que sofreu dos delegados ao longo da trajetória no funcionalismo público nas unidades onde trabalhou. “Estou debilitado agora por causa desses assédios que eu sofria dos delegados. Esses psicopatas! Eles se acham os donos da Polícia Civil! Eu não denunciava, ia levando com a barriga”, denuncia o escrivão.

O Presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sindpoc), Eustácio Lopes, afirma que o sistema do RH Bahia sempre apresenta diversos problemas. Segundo o sindicalista, cerca de 30 policiais civis não receberam o salário deste mês e destaca que o sindicato já protocolou diversos ofícios cobrando uma solução junto à Saeb, mas não obteve nenhum retorno. “Os policiais que trabalham em regime de Plantão têm direito a receber dois auxílios- alimentação. Entretanto, estão recebendo apenas um auxílio-alimentação. Estão também com problemas no pagamento das horas extras. Pedimos ao RH Bahia que resolva esses casos e corrija os erros que estão diariamente ocorrendo com o sistema”, pontua Eustácio Lopes.

Doações:

Adilson Carlos Muniz da Silva

Agência 0594-0
conta poupança 51.096-3 / Banco do Brasil
Remanso-BA

Ascom Sindpoc