logo
logo (71) 3016-4541
logo contato@sindpoc.org.br
Sexta-feira, 01 de Mai de 2020 10:30

Banco de Talentos: A dedicação de Edson Coco

Edson de Oliveira Lima (47), conhecido como Edson Coco. Investigador na 3º Coorpin em Santo Amaro, possui mais de 20 anos de carreira e, hoje, é o homenageado do Banco de Talentos do SINDPOC.

Ao ingressar na Polícia Civil, foi lotado na 1º delegacia de Feira de Santana, passando pelas DEAM, 1º DT, Delegacia De Furtos, até chegar em Santo Amaro. Afirma que escolheu a profissão por conta da aptidão e fascínio pelo trabalho de investigação.  

Quando perguntado sobre o momento mais marcante nesses 20 anos de carreira, Edson responde firmemente, “Falo, sem medo de errar, que o momento mais marcante foi a nossa luta, junto aos colegas do sindicato e demais policiais civis, contra a reforma da previdência. Eu, até então, nunca havia visto a categoria tão mobilizada em prol de uma causa.”

Formado em direito e homologado advogado pela OAB, Edson lamenta o impedimento legal que a natureza da atividade policial impõe sobre o exercício da advocacia. “Se pudesse fazer os dois eu faria.” 

Como policial, pôde aliar outros sonhos pessoais. Iniciou um projeto de construção de um veículo funcional. Um triciclo com motor Volkswagen 1600, com chassi e suspensão projetados por ele. 80% das peças do veículo são recicladas de sucatas industriais e Edson planeja, futuramente, substituir o motor à combustão por um motor elétrico alimentado por energia solar. Pensando nisso, iniciou a graduação em Engenharia de Energias e Sustentabilidade na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, a fim de aprimorar seus conhecimentos e aplicá-los no seu projeto. Após a aposentadoria, espera dar continuidade às atividades de engenharia e lançar-se na advocacia.

Há alguns anos, durante uma diligência em Feira de Santana, Edson dirigia uma viatura, recém chegada, pela Avenida João Durval. Quando passava por uma barraca, um indivíduo que caminhava ali atirou uma casca de coco na viatura, causando danos no giroflex. Após a prisão e condução à delegacia para justificar o dano ao veículo a história se espalhou. E o que começou como uma piada entre os colegas, se tornou um sobrenome quase oficial para Edson. “Para você ter um ideia de como o apelido pegou mesmo, tem gente que acredita que o meu nome é Edson Coco. Eles acham que o coco faz parte do meu sobrenome. E acabou fazendo mesmo.” Brinca Edson.

Casado e pai de 5 filhos, Edson completa hoje 47 anos de uma vida de dedicação e luta pela sua classe. Desejamos um feliz aniversário e muita força ao colega.

 

Comentários

  • Grande amigo, tive o prazer de conhecê -lo na graduação de direito, acabamos residindo na mesma república, um verdadeiro guerreiro, conheço a luta e sei a dificuldade que enfrentou para concluir o curso.

    Grande amigo, tive o prazer de conhecê -lo na graduação de direito, acabamos residindo na mesma república, um verdadeiro guerreiro, conheço a luta e sei a dificuldade que enfrentou para concluir o curso.

    É um grande guerreiro ????????

Adicionar comentário

CADASTRE-SE E RECEBA BOLETIM ELETRÔNICO