O SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DO ESTADO DA BAHIA – SINDPOC, tomando conhecimento do quanto veiculado nos sítios eletrônicos ‘ilheus.net’ e ‘https://ilheusinforme.blogspot.com/’, acerca da contratação de empresa de suposto agressor de mulheres para realização da campanha publicitária contra o Assédio Moral e Sexual, serve-se da presente nota para manifestar, primeiramente, o seu mais profundo repúdio a qualquer ato de violência contra mulher, destacando que todas as suas ações sempre foram voltadas para coibir e prevenir práticas de assédio não só contra a policial, mas de toda e qualquer vítima de tais crimes.

Sabe-se que a contratação de empresas prestadoras de serviço não conta com o amplo conhecimento acerca de antecedentes criminais daqueles que figuram como seus gestores.

Sem embargo, buscou a entidade, junto às Delegacias de Atendimento Especial à Mulher das Comarcas envolvidas, os devidos esclarecimentos acerca das acusações, oportunidade em que constatou que a Ocorrência registrada em Feira de Santana/BA não guarda qualquer relação com o dono da Gênesis Comunicação e Marketing, tratando-se, em verdade, de um homônimo. Tal fato pode ser constado mediante simples análise da Certidão Negativa de Antecedentes Criminais que segue:

Com o advento da internet, a pulverização de informações falsas produz percepções equivocadas sobre a realidade, devendo estas, de pronto, serem refreadas.

Quanto à Ocorrência registrada em Ilhéus/BA, cumpre registrar que o Inquérito Policial nasce com a possibilidade da ocorrência de um crime, devendo-se, portanto, buscar a certeza sobre a sua existência. O Sindicato não poupará esforços para a busca da verdade e escorreita punição de eventual crime assédio praticado.

Ante o exposto, a entidade reafirma o seu compromisso com a verdade e com a defesa ampla e irrestrita das vítimas de assédio moral e sexual. São nesses momentos que tomamos ainda mais fôlego para continuar na luta pelos direitos em favor da nossa categoria!