Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 273

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 285

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 285

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 302

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 302

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 309

Cães e guias são certificados em curso de mantreiling

A iniciativa visa facilitar a busca e resgate de cidadãos desaparecidos e suspeitos de crimes

Policiais civis, militares e bombeiros, por iniciativa própria e através da organização não-governamental “GBR Brasil”realizaram curso de certificação de cães e guias para o trabalho de maitriliing, neste final de semana, que tem como objetivo promover a busca e resgate de cidadãos desaparecidos e suspeitos de crimes contra a vida. O processo envolve três níveis de certificação. Os cães receberam a certificação nível 1 e em dezembro irão passar pelo nível 2.

O evento de certificação foi organizado pela 33 ° Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), de Valença, distrito de Guaibim, litoral do Estado da Bahia. O investigador Marcos Mello, lotado na Coordenação de Operações Especiais ( COE), do Núcleo de Operações com Cães (NOC), em Salvador, destaca que a iniciativa é promovida pelo conjunto de agentes da Polícia Militar, agentes da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros, profissionais que prestam serviço de “grande valia” às instituições policiais e de resgate, no caso do Corpo de Bombeiros.

“Nos eixos Sul e Sudeste o curso já é algo muito difundido, há cerca de 10 anos, e ajuda muito na busca por pessoas desaparecidas, portadoras de Alzheimer, idosos que saem sem paradeiro e acabam se perdendo em matas e na identificação de criminosos. É um trabalho extremamente importante à investigação criminal”, salienta o investigador Marcos Mello.

O curso contou com a participação do investigador Luís Bastos e certificou o cão Hunter e seu condutor, o investigador Marcos Mello. Na Bahia, o curso é Coordenado pela instrutora e certificadora da ONG ” GBR”, Ana Albernaz, de Franca-SP.

Ascom Sindpoc


Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 273

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 285

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 285

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 302

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 302

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 309

Durante aula inaugural, Sindpoc deseja boas-vindas aos novos policiais

Na ocasião, diretores do Sindpoc distribuíram material gráfico da campanha “Assédio na Polícia Civil Não é Brincadeira! Denuncie!”.

Diretores do Sindpoc marcaram presença na aula inaugural dos novos integrantes da Polícia Civil baiana, que ocorreu na manhã desta terça-feira (24), na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). O evento contou com as presenças do Presidente da Alba, deputado Nelson Leal (PP-BA), do Secretário de Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, e do Delegado- Geral, Bernardino Brito. A nova turma de nomeados é composta por 315 investigadores, 10 escrivães e 15 delegados.

O Presidente do Sindpoc, Eustácio Lopes, destaca que os policiais empossados se sentiram acolhidos pelo sindicato e garantiu que a diretoria da entidade irá acompanhar o processo de formação dos servidores na Academia da Polícia Civil (Acadepol). ” Fomos desejar boas-vindas aos colegas que vão ingressar agora na instituição. Estaremos ao lado deles para concedermos orientações e para qualquer necessidade que venha surgir”, declara o presidente do Sindpoc, Eustácio Lopes.

A diretoria do Sindpoc participou também de uma audiência pública, na manhã desta terça-feira (24), na Alba, onde a deputada estadual Fabíola Mansur (PSB-BA) aprovou a realização de uma audiência pública que vai discorrer sobre “Assédio Sexual e Moral nas Polícias”.

As atividades contaram com as presenças do Presidente do Sindpoc, Eustácio Lopes, da Vice-Presidente, Ana Carla Conceição, e dos diretores Marcos Maurício, Marlon Santa Rosa, Agrimaldo Souza, Pedro Luis Santos, Roberto Cerqueira e Luciene Rodrigues.

Ascom Sindpoc


Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 273

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 285

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 285

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 302

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 302

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 309

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 273

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 285

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 285

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 302

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 302

Notice: Undefined index: host in /home/sindpocorg/public_html/wp-content/themes/SINDPOC/functions/setup.php on line 309

Policiais civis do Complexo dos Barris aderem à campanha do Movimento “Juntos Somos + Fortes”

As entidades entregaram material gráfico e fizeram um trabalho de conscientização sobre o assédio na Polícia Civil baiana

Como mais uma atividade da campanha “Assédio na Polícia Civil Não é Brincadeira! Denuncie!” representantes das entidades que compõem o Movimento “Juntos Somos + Fortes” fizeram uma visita ao Complexo Policial dos Barris, nesta quinta-feira (19), onde apresentaram os objetivos da campanha, explicaram o modus operandi das práticas de assédio, tiraram dúvidas e orientaram os servidores sobre a judicialização das denúncias e os órgãos públicos que devem ser procurados.

Para o advogado Marcelo Duarte, a campanha reforça o comprometimento de todos na luta por um ambiente de trabalho saudável e que garanta dignidade aos profissionais, com o objetivo de chamar atenção dos gestores no que tange ao problema, principalmente, em relação à nova onda de assédio sexual contra as servidoras.

Marcelo Duarte pontua que o ato de criticar constantemente, sobrecarregar o servidor-vítima, passar tarefas humilhantes ou impossíveis de se fazer, ignorá-la deliberadamente, divulgar boatos a seu respeito, falar aos gritos, ameaçar com violência ou dificultar promoções são algumas atitudes que podem configurar assédio moral. ” Em determinadas situações, o assédio pode caracterizar crime se o superior hierárquico com a finalidade de obter favorecimento sexual vier a constranger um subordinado, seja do sexo masculino ou feminino, ou do mesmo sexo. Quem assedia pode responder pelo crime, além de procedimento administrativo disciplinar”, assegura.

Marcelo Duarte ressalta que a campanha “Assédio na Polícia Civil Não é Brincadeira! Denuncie!” irá utilizar vídeos educativos que além de orientar os servidores, vão ajudar a “encorajar” as vítimas para que denunciem os casos de assédio moral ou sexual no trabalho. O advogado sugere que os servidores anotem os detalhes referentes às situações de assédio e guardem gravações, fotos ou documentos que possam servir de provas em procedimentos administrativos ou judiciais, conforme orientação do Ministério Público do Trabalho. “Identificar essas situações e trazer orientações para os associados sobre o que fazer para prevenir ou combater a prática foi uma brilhante estratégia criada pelas entidades que compõem o Movimento Juntos Somos + Fortes! Estão de parabéns pela iniciativa”, elogia Marcelo Duarte. Representantes da Polícia Federal também estiveram presentes ao ato político.

Ascom Movimento Juntos Somos + Fortes