Como o jovem que faleceu em decorrência de um acidente que ocorreu na cidade de Milagres não possuía carteira de identidade, os Peritos Técnicos da Coordenadoria Regional de Itaberaba adotaram uma técnica pioneira na Bahia: compararam as impressões digitais dos pés do cadáver ao carimbo do pezinho emitido pelo Hospital no momento do nascimento. “Quem deu essa ideia foi o perito do DPT de Salvador, Maurízio Souza. Comparamos com o corpo e conseguimos fazer a identificação necropapiloscópica”, comemora o Perito Técnico Fábio Andrade, lotado na Coordenadoria Regional de Itaberaba.

O Perito Técnico e Vice-Presidente do SINDPOC, Diego Messias, parabeniza os profissionais de Itaberaba pelo trabalho realizado e salienta que foi uma experiência pioneira, que vai abrir portas para ser multiplicada em Salvador e em todo interior baiano. “Fizeram um trabalho de excelência, que teve o reconhecimento da Secretaria de Segurança Pública do nosso Estado”, declara Messias.

ASCOM SINDPOC

“As demandas dos Peritos Técnicos precisam ser ouvidas pelos setores do Governo”, afirma Clarissa Gomes, nova Presidenta do SINDPEP

A dirigente defende que os Peritos Técnicos precisam ocupar ” mais espaços” no DPT

A Perita Técnica Clarissa Gomes, eleita Presidenta da Associação dos Peritos Técnicos (SINDPEP), destaca que as demandas dos peritos  precisam ser “ouvidas” pelos setores do Governo, principalmente, a diretoria do Departamento de Polícia Técnica (DPT), o Secretário de Segurança Pública e o Governador Rui Costa. 

A recém-eleita Presidenta do SINDPEP frisa que irá promover cursos de qualificação e incentivar a papiloscopia, inclusive, pretende encabeçar a luta pela alteração da  nomenclatura para  Perito Papiloscopista de Polícia. “O objetivo maior sempre será os mesmos dos Peritos Técnicos da Polícia Civil. O reconhecimento da carreira e autonomia. Os Peritos Técnicos precisam ocupar espaços dentro do Departamento de Polícia Técnica, alguns deles, infelizmente, estão sendo ocupados por outros peritos que  estão exercendo funções importantes que, na verdade, são funções dos Peritos Técnicos. Temos que  respeitar o espaço do outro e é preciso que seja dado a gente o que já é nosso por lei”, enfatiza a dirigente sindical, ao pontuar que a  luta pelo “salário de nível superior” será desenvolvida junto ao SINDPOC. Clarissa Gomes foi eleita pela chapa que teve como Vice-Presidente o perito Alberto Durão, Presidente da entidade na gestão passada.

O Vice-Presidente do SINDPOC, Diego Messias, parabeniza a Presidenta eleita pela vitória no processo eleitoral e salienta que Clarissa Gomes sempre foi uma mulher comprometida com a causa dos Peritos Técnicos. ” Sempre esteve à frente da luta dos papiloscopistas! Tenho certeza que ela será uma excelente gestora e que o SINDPEP terá muitos ganhos com ela à frente da gestão”, garante Diego Messias.

ASCOM SINDPOC

SINDPOC firma parceria para reivindicar “Salário de Nível Superior” dos policiais civis baianos

O escritório de advocacia irá fazer uma análise jurídica da legislação vigente com foco no “salário de nível superior”

Com o objetivo de lutar pelo ‘Salário de Nível Superior’ dos policiais civis baianos, SINDPOC firma parceria com o escritório Antônio Rodrigo Machado vinculado à Federação Nacional dos Policiais Federais (FENAPEF) o qual irá fazer uma análise jurídica da legislação vigente da Polícia Civil baiana com foco no pagamento das verbas remuneratórias, salário, diárias e plantões que estão em desacordo com a Lei Orgânica 11.377/2009. “Se os policiais foram lançados a nível superior, deveriam estar recebendo os proventos equivalentes ao nível superior! O que não vem acontecendo! Vamos avançar na discussão junto ao Governo do Estado da Bahia na busca pelo reconhecimento e efetivação da Lei Orgânica que enquadrou  as carreiras como nível superior”, salienta o advogado Flávio Werneck, diretor jurídico da Federação Nacional dos Policiais Federais (FENAPEF)

O Presidente do SINDPOC, Eustácio Lopes, comemora a concretização da parceria com o escritório de advocacia Antônio Rodrigo Machado, que já  prestou consultoria jurídica aos policiais federais em caso similar de  enquadramento ao salário de nível superior e obteve êxito.   

“Procuramos a FENAPEF que já  trilhou esse caminho para nos ajudar, nos orientar na luta pelo salário de nível superior! O escritório possui  a experiência que adquiriu com os policiais federais e conseguiu alcançar o objetivo do salário de nível superior. Vamos alcançar a vitória também!”, salienta Eustácio Lopes. Policiais civis integrantes do Movimento Unificado Luis Augusto, Alexandre Veloz e Luzivan Leal participaram da reunião que firmou a parceria. 

ASCOM SINDPOC

SINDPOC marca presença no Congresso Extraordinário da COBRAPOL

A atividade irá definir estratégias da mobilização nacional contra a Reforma da Previdência

A diretoria do SINDPOC participou do Congresso Nacional Extraordinário  da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis ( COBRAPOL), que ocorreu entre segunda (12) e quarta-feira (14), no Hotel Nacional, em Brasília, Distrito Federal.

Aprovação do Regimento do Congresso Extraordinário;  Prestação de contas da entidade de setembro de 2017 a maio de 2019; Alteração estatutária e aprovação do código de ética; Palestra sobre a Reforma da Previdência e apresentação da minuta de texto para aposentadoria policial nos Estados e definição de estratégias da mobilização  no Congresso Nacional durante a tramitação da PEC 06/2019, foram as pautas debatidas durante a atividade, que contou com representantes dos policiais civis de diversos Estados do país.

O Presidente do SINDPOC, Eustácio Lopes, esteve presente ao evento e salientou que será definido uma pauta de mobilização nacional contra a Reforma da Previdência. “Foi muito bom a diretoria do SINDPOC ter participado do Congresso. Debatemos os impactos da Reforma da Previdência aos policiais civis do Brasil e vamos esclarecer aos colegas dos Estados que representamos”, afirma Eustácio Lopes.

O Secretário Nacional de Segurança Pública, o general Guilherme Teófilo, destacou que apoia as reivindicações dos policiais civis do país como a Carreira Única e o Ciclo Completo. “Que seja elaborado um relatório para que a gente possa brigar pela categoria nos Estados e todas as deficiências que acometem os policiais civis devem ser  resolvidas por quem trabalha na ponta da linha! Estamos juntos com os senhores na luta pelas reivindicações da categoria!”, declarou o gestor. 

“Além das questões internas da instituição, o evento de hoje vai definir como a categoria irá se posicionar em relação à votação da Reforma da Previdência no Senado”, ressaltou André Gutierrez, Presidente da COBRAPOL.

O SINDPOC foi representado pelo Presidente, Eustácio Lopes, a Vice-Presidente, Ana Carla Conceição, e pelos diretores Agrimaldo Souza, Érico Araújo, Arlene Lélis e Luciene Rodrigues. Os policiais civis   Luis Augusto, Alexandre Veloz e Luzivan Leal integrantes do Movimento Unificado participaram do Congresso a convite do Presidente do SINDPOC.

ASCOM SINDPOC

Confira fala do Secretário Nacional de Segurança Pública:

Secretário Nacional de Segurança Pública/Senasp, General Guilherme Cals Theóphilo, presente no Congresso Nacional da COBRAPOL, em Brasília/DF. Confira:

Posted by COBRAPOL on Tuesday, August 13, 2019