Devido à atuação do Jurídico, associado é liberado da Corregedoria da Polícia Civil

O servidor foi acompanhado pelo advogado e diretores do Sindpoc

Mais um policial civil foi beneficiado com o trabalho desenvolvido pelo departamento jurídico do Sindpoc. O servidor foi conduzido por policiais militares, nesta semana, para Corregedoria da Polícia Civil sob acusação de ter cometido lesão corporal em uma sócia de um empreendimento comercial. O associado entrou em contato com a vice-presidente do Sindpoc, Ana Carla Conceição, que, de imediato, articulou o departamento jurídico para acompanhar e defender o servidor na Correpol. Devido à atuação do jurídico, o sindicalizado não foi autuado em flagrante pela Lei Maria da Penha.

O servidor agradece a disponibilidade dos diretores e parabeniza o Sindpoc pela qualidade do trabalho de consultoria jurídica que oferece aos associados. “Quando  entrei em contato com o sindicato para expor minha situação, se disponibilizaram, de imediato, a me acompanhar na Corregedoria.  A atuação do departamento jurídico do SINDPOC está de parabéns. Foi excelente. Ficaram o tempo inteiro ao meu lado. Graças a Deus deu tudo certo”, elogia o servidor.

Para a vice-presidente do Sindpoc, Ana Carla Conceição,  o associado precisa se sentir “acolhido” pelo sindicato nos momentos em que a diretoria é acionada e parabeniza o trabalho realizado pelo advogado Oberdan Trindade e pelos diretores Roberto Cerqueira e Luciene Rodrigues. “O associado precisa ter certeza de que o sindicato está junto com ele. É muito gratificante o reconhecimento que temos recebido dos nossos sindicalizados”, comemora a dirigente sindical.

A diretora  Luciene Rodrigues destaca que a presença do departamento jurídico foi fundamental para resolução do caso e os diretores só se retiraram da Corregedoria após  a liberação do servidor.  “Foi extremamente importante a presença do jurídico na Corregedoria, pois o associado se sentiu  amparado na certeza de que a justiça seria feita. Sem dúvida  nenhuma  a presença da equipe do Sindpoc contribuiu para o atendimento àquela ocorrência no momento  inicial de uma suposta acusação”, frisa a diretora.  

“Fizemos a defesa e comprovamos que não houve nenhum tipo de agressão física. O fato não passou de um desentendimento profissional entre o servidor e a sócia”,  salienta o diretor jurídico Roberto Cerqueira.

ASCOM SINDPOC

Sindpoc promove curso de “Negociação Salarial” em Itabuna

A iniciativa pretende qualificar diretores e associados em gerenciamento do orçamento público

Com o objetivo de promover uma capacitação dos policiais civis de Itabuna e região em  “Finanças Públicas”, o Sindpoc irá promover curso de “Negociação Salarial”, no próximo dia 30, das 8h às 17h, no  Complexo Policial do município. Diretores e associados passarão por um processo de qualificação em gestão pública nos âmbitos estadual, municipal e federal. A proposta é capacitar a diretoria e policiais civis filiados ao sindicato na gerência do orçamento público, como a Lei de Responsabilidade Fiscal e a luta pelo “Salário de Nível Superior”.  O curso será ministrado pelo professor e instrutor em Finanças Públicas, Jorge Nascimento.

O Presidente do Sindpoc, Eustácio Lopes, destaca a importância da gestão descentralizar as informações com os servidores do interior baiano e  fomentar uma formação política dos associados e diretores relativa às contas do Governo do Estado.  

” Queremos que nossa base entenda a operacionalização das finanças públicas para que em uma futura negociação a gente possa contrapor os argumentos apresentados pela equipe econômica do Governo do Estado na luta pelo salário de nível superior”, ressalta o dirigente sindical.

Sindpoc promove palestra sobre URV e Gratificação de Função Policial

O evento visa esclarecer e tirar dúvidas dos associados referentes às Ações

O setor jurídico do Sindpoc, através do projeto “Jurídico 24 Horas” promove palestra, na próxima quarta-feira, dia 28, das 9hs às 12hs, no auditório da Associação dos Funcionários Públicos do Estado da Bahia( AFPEB), para esclarecer e tirar dúvidas referentes às ações judiciais da URV (Unidade Real de Valor) e da Gratificação de Função Policial (GFP) aos associados que estão na ativa e aposentados. 

Com o objetivo de promover uma socialização do conteúdo abordado com os servidores do interior que não poderão participar de forma presencial da atividade, o Sindpoc irá fazer a transmissão, ao vivo, da palestra através das redes sociais.

“Em setembro vai ocorrer a prescrição do direito de ajuizar a Ação da URV. Tendo em vista a falta de informação dos servidores em todo o Estado, o Sindpoc vai promover o debate para tirar todas as dúvidas referentes às duas Ações”, pontua o diretor jurídico Roberto Cerqueira. Além da realização da palestra, será produzido um texto didático com uma abordagem sucinta referente às Ações.

Ascom Sindpoc

Banco de Talentos: servidora promove campanhas solidárias em Mata de São João

A escrivã defende uma aproximação entre a Polícia Civil e a sociedade

Nossa homenageada do quadro Banco de Talentos, desta quarta-feira (21), é a escrivã  Rosângela Willkatia Lopes, graduada em Direito e Ciências Contábeis e pós-graduada em Ciência Criminal. Possui  13 anos de Polícia Civil. Atualmente, está lotada na 36ª Delegacia Territorial de Mata de São João, onde atua como Coordenadora de Cartório e realiza diversas campanhas solidárias. A servidora realiza uma mobilização social na unidade onde trabalha, em outras delegacias da  Polícia Civil e com colegas da Polícia Militar, através de grupos de whatsapp e outras redes sociais. 

Nossa talento da semana organiza e articula campanhas de doação de fraldas geriátricas destinadas a abrigos de idosos. No  dia das crianças, entrega brinquedos e promove atividades lúdicas em creches e, no período de encerramento do ano, arrecada e  distribui alimentos às comunidades carentes do município. 

Essas são algumas das atividades sociais desenvolvidas pela servidora, que defende  uma aproximação entre a Polícia Civil e a sociedade. “A sociedade não pode enxergar os policiais como monstros! Somos colaboradores! Nossa missão é proteger a sociedade”, ressalta a escrivã, que preferiu trocar os presentes do dia do aniversário por fraldas geriátricas e  já  fazia trabalhos sociais antes de ingressar no funcionalismo público.

Nossa servidora que faz a diferença destaca que é apaixonada pelo trabalho de escrivã. “Sou filha de militar, meu pai é oficial da Aeronáutica. Amo o que faço!  Já está no meu sangue! Tento ser sempre atuante e operacional”, pontua.

Nosso Talento da semana é mãe de uma menina de 17 anos, solteira, e tem como principais hobbies malhar, ir à praia e curtir momentos com a família.

ASCOM SINDPOC