Search
quinta-feira 18 abril 2019
  • :
  • :

Assassinos do investigador Waldeck Monteiro resistem à prisão e são mortos em confronto direto

O pai do investigador era policial militar e foi também vítima de homicídio em Vera Cruz há alguns anos


Durante operação da Polícia Civil, na manhã desta quarta-feira(10), os autores do homicídio que assassinou o investigador da Polícia Civil Waldeck Monteiro de Jesus, resistiram à prisão e, durante o confronto direto, vieram a óbito. Os autores do crime foram identificados por vítimas de crimes anteriores.

O Presidente do SINDPOC, Eustácio Lopes, agradeceu aos policiais que participaram da operação. “O SINDPOC está extremamente grato aos policiais civis e aos policiais militares que participaram da operação, apesar do momento de extremo sofrimento, estes colegas foram corajosos e buscaram prender os meliantes para  coloca-los à disposição da justiça”, frisa.

Eustácio Lopes salienta que o sindicato, a categoria e a Polícia Civil queriam que os assassinos respondessem juridicamente pelo crime cometido. “Queríamos que eles fossem julgados pelo povo e sentenciados pela justiça e cumprissem suas penas estabelecidas pelo judiciário. Mas eles preferiram o confronto direto. Uma afronta  ao Estado, uma afronta à  sociedade. Nós somos contra a violência e defendemos a justiça. Lamentamos a morte do servidor. Estamos de luto e ressaltamos que o crime não compensa!”, destaca Eustácio Lopes.

O sepultamento do servidor será nesta quarta-feira(10),a partir das 15 horas, no cemitério de Vera Cruz. “Vamos prestar nossas últimas homenagens a esse pai de família que deixou esposa e filhos”, lamenta Lopes.

ASCOM SINDPOC




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress