Search
sexta-feira 14 dezembro 2018
  • :
  • :

“Defendemos o princípio da descentralização”, destaca Presidente do SINDPOC

descen

O SINDPOC esclarece que a escolha do município de Itabuna para realização da Assembleia Geral Extraordinária  tinha como finalidade promover a interiorização do sindicato através do princípio de descentralização. A atual gestão acredita que  os policiais do interior também devem ter poder de decisão e precisam  participar diretamente do processo eleitoral.


O Presidente SINDPOC em exercício, Eustácio Lopes, ressalta que a nova gestão defende a proposta segundo a qual  os 417 municípios da Bahia possam interagir e decidir os rumos eleitorais do sindicato. “O estatuto do SINDPOC encontra-se desatualizado. Em outros sindicatos é a atual diretoria quem indica a  Comissão Eleitoral. Na nossa  avaliação, as assembleias realizadas, simultaneamente, na capital e no  Interior, é uma forma de darmos voz aos policiais civis que, geralmente, não tem como custear as despesas de deslocamentos para Salvador”, frisa o dirigente sindical.

Além do princípio da interiorização do SINDPOC, Eustácio Lopes esclarece que a Procuradoria Geral do Estado (PGE) fez um parecer jurídico o qual bloqueou os recursos da contribuição dos associados. “Fato este que inviabilizou o SINDPOC de custear as caravanas para Salvador. Será feita uma nova convocação onde a assembleia será realizada na capital baiana”, pontua Lopes.

ASCOM SINDPOC




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress