Search
sexta-feira 24 novembro 2017
  • :
  • :

Peritos técnicos do Instituto Pedro Mello descobrem novo método de identificação necropapiloscópica

necro-1

A Perícia Técnica baiana foi beneficiada, em 2012, com a descoberta de um novo método de identificação necropapiloscópica, realizada pelos peritos David Leite e  Alexandro Barreto, ambos do setor de Perícia Técnica  do Instituto Pedro Mello.

 Pela primeira vez no Estado, durante o processo de Identificação do corpo, foi  utilizado a ” parte interna” da Luva Epidérmica, que antes era descartada pelos laudos periciais. Esse novo método surgiu como mais uma alternativa ao processo de identificação dos corpos de “cadáveres especiais” e em estágio de total putrefação com o intuito de não precisar recorrer a  outros exames periciais como o DNA e a  arcada dentária.

Atualmente,  as Coordenadoria Regionais de Polícia Técnica(CRPT) da Bahia aplicam esse método nos diversos municípios do Estado. O Departamento de Polícia Técnica promoveu  cursos com o objetivo de capacitar os peritos de diversos municípios do interior baiano para o manuseio desse novo método.

“Geralmente, a gente usava apenas a parte externa da Luva Epidérmica e a interna não era utilizada.  Nesse caso, a gente constatou que a parte interna correspondia aos desenhos das impressões digitais da parte externa. Assim, a gente conseguiu fazer a  identificação devido à correspondência  que existia entre as duas partes que constituem a luva epidérmica “, explica o perito técnico Alexandro Barreto.

O Coordenador do Setor de Identificação Papiloscópica, do Instituto Pedro Mello, Davi leite, enfatiza que antes dessa descoberta os corpos que  estavam bastante  danificados, tinham que recorrer à outros exames, como a  arcada dentária e o DNA.

” Foi uma grande novidade para a perícia técnica! É  mais um recurso da necropapiloscopia que facilita na identificação dos corpos!”, comemora Davi Leite.

O Presidente do SINDPOC, Marcos Maurício, parabeniza a iniciativa dos peritos e destaca que esse aperfeiçoamento da técnica necropapiloscópica demonstra, mais uma vez, que os profissionais de perícia técnica são comprometidos com o trabalho que prestam à sociedade. ” Cada dia eles surpreendem com a qualidade e empenho do serviço que é fornecido aos cidadãos!”, frisa.

ASCOM SINDPOC




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress