Search
sexta-feira 24 novembro 2017
  • :
  • :

SINDPOC realiza atendimento jurídico às carreiras da Polícia Civil

JURIDICO (2)

Os associados do SINDPOC participaram, na manhã desta terça-feira(13), do ” Manhã Jurídica”, iniciativa inédita promovida pela instituição com o objetivo de esclarecer as dúvidas relativas às Ações Judiciais dos servidores, acompanhar os processos que já estão em trâmite e obter esclarecimentos sobre as reivindicações da categoria como o GAPJ, URV, Aposentadoria, Abono Permanência, remuneração durante o carnaval, entre outros.


O  investigador David Silva Santos,60 anos, trabalha há 7 anos na Polícia Civil, procurou o atendimento jurídico do SINDPOC para tirar dúvidas relativas às Promoções e o FUNPREV.   “Eu gostei bastante desse serviço jurídico itinerante. O servidor sai daqui com todos as informações e esclarecimentos que precisa. Bastante prático e eficaz! Deveríamos ter todos os meses! Muito importante  à categoria!”, elogiou.

A iniciativa da “Manhã Jurídica” também foi comemorada pela servidora Mary Jane Urbano Lima, que aproveitou a oportunidade para obter esclarecimentos sobre o Abono Permanência. ” O atendimento foi ótimo! Gostei muito dos advogados porque  foram bastante explicativos!  Fiz todos os meus questionamentos! Precisamos que esse serviço  se repita com mais frequência! É fundamental  para os servidores da Polícia Civil!”, destacou  a investigadora, que trabalha há  25 anos na Polícia Civil.

Para o advogado Bartolomeu Chaves, a iniciativa consiste em disponibilizar um suporte jurídico direcionado ao cumprimento da Lei e das garantias dos servidores. ” É muito importante na medida em que a gente dá um retorno os servidores das Ações Judiciais que tem como objetivo a reivindicação dos direitos da categoria!,” salientou.

A aposentada Floresnilza Rodrigues, 67 anos, contou que o Governo do Estado  a aposentou  compulsoriamente e que, através da atuação SINDPOC, entrou com um Mandado  de Segurança e conseguiu retornar ao serviço.” Eu procurei o atendimento do SINDPOC para acompanhar o andamento das minhas Ações e tentar recuperar as perdas salariais!”, destacou a aposentada.

Segundo a advogada Luana Teles, a informação é um mecanismo de proteção, uma forma de assegurar que o servidor reconheça e lute pelos seus direitos que não estão sendo respeitados pela Administração Estadual. A  advogada destacou que os associados precisam estar atentos para buscar no sindicato o acesso à informação. ” Existem as gratificações e  o direito  à ascender profissionalmente que não estão sendo respeitados pela gestão Estadual. Através do Judiciário,  os associados podem alcançar as suas conquistas!”, enfatizou advogada do Escritório Prates e Maia.

Segundo o Presidente do SINDPOC, Marcos Maurício, o “Manhã Jurídica” demonstrou, mais uma vez, que a instituição tem um legado de luta em defesa dos policiais civis baianos.” Os servidores precisam desse apoio jurídico! As carreiras devem reivindicar seus direitos ao Governo do Estado!”, frisou o sindicalista.

O Vice-Presidente do SINDPOC, Eustácio  Lopes, explicou que o objetivo do balcão jurídico foi informar os servidores sobre as perdas salariais, os direitos constitucionais da categoria, além da oportunidade de poderem acompanhar os processos que já estão abertos e as  Ações Judiciais que envolvem todas as carreiras da Polícia Civil.

“Infelizmente, muitos associados desconhecem o procedimento jurídico. É um momento em que os  servidores recebem uma consultoria  de profissionais que são  especializados na área! “, ressaltou Eustácio Lopes.

ASCOM  SINDPOC




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress