Search
quinta-feira 20 julho 2017
  • :
  • :

SINDPOC realiza “Manhã Jurídica”

juridico (3)

O objetivo do evento é esclarecer as dúvidas dos associados sobre as Ações jurídicas que envolvem todas as carreiras da Polícia Civil baiana

A “Manhã Jurídica” tem como finalidade esclarecer as dúvidas dos Investigadores, Escrivães, Delegados, Peritos Técnico, Criminal, Médico-Legal e Odonto-Legal sobre as ações judiciais que envolvem todas as carreiras da Polícia Civil baiana, será realizada em 13 de junho, das 9hs às 12hs, na sede da Associação dos Funcionários Públicos da Bahia (AFPEB), localizada na Rua Carlos Gomes, centro da capital baiana. A atividade é uma iniciativa do jurídico do SINDPOC acatado pela diretoria desta entidade, tem como finalidade discutir com os associados da instituição os trâmites jurídicos da URV, GAPJ, Abono Permanência, aposentadoria, valor e incorporação das horas extras, a situação atual das Promoções, remuneração durante o carnaval e as respectivas perdas salariais dos policiais ativos e inativos.

A mesa será composta pelos advogados Dalva Neta, Bartolomeu Chaves, Carolina Cedrim e Luana Teles, que irão fazer os esclarecimentos aos servidores relativos às Ações judiciais.  Os profissionais vão explicar o procedimento que deve ser adotado para a judicialização, a documentação necessária exigida, entre outros. Além disso, os policiais que já estão com processos abertos, poderão obter informações atualizadas sobre o andamento das Ações.

O Vice-Presidente do SINDPOC, LAÉRCIO REIS, pontua que, em 2010, os policiais já deveriam ter feito a transição da GAP 3 para a GAP 5. Segundo o sindicalista, o Governo do Estado só concluiu o pagamento da GAP 5 em abril de  2015. “ A gestão Estadual só regulamentou em 2012, devido à campanha de acordo salarial feita pelo SINDPOC. Nós orientamos a categoria a reivindicar o pagamento do retroativo, equivalente ao período de 5 anos. Por isso, nós tivemos a idéia de promover a “Manhã Jurídica do SINDPOC” para podermos tirar várias dúvidas e questionamentos dos nossos servidores que ainda desconhecem seus direitos!”, ressalta.

ASCOM SINDPOC




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress